Vou começar a procurar emprego

Uma jornada rumo a vaga de trabalho

A última vez que procurei um emprego foi em abril de 2012. Lá se vão alguns anos que decididamente deixei a grande companhia do Grupo Positivo. Uma empresa extremamente bem conceituada com mais de 10mil funcionários na época e com faturamento de R$ 3,5 bilhões, para aceitar que havia sido picada pela mosquinha do “empreendedorismo” . Deixei a companhia em pouco tempo para atuar com assessoria de comunicação e desenvolvimento de marcas de profissionais. Ao longo do tempo o nosso debate e palestras sempre estiveram mais focadas em “captação de clientes” e nunca em “captação de emprego”.

Porém, nos últimos tempos comecei  a trabalhar mais fortemente na área de Recursos Humanos e percebi que mais que treinar pessoas, atuar como headhunter identificando talentos, desenvolvendo potenciais por meio de cursos inovadores, eu precisava ir além, porque começamos a atuar também com o funcionário do nosso cliente. Começamos a desenvolver pessoas para serem contratadas como funcionárias pelos nossos próprios clientes. Percebi então que elas tem o seu desafio de conseguir uma vaga. Então, mais que debater captação de cliente… agora vou para uma outra área:  Eu preciso começar a procurar emprego!

Sim, é muito bonito olhar nós, os palestrantes, em cima de um palco com o belo discurso motivacional: “Vai, você tem muito talento, precisa acreditar em si, melhorar o curriculum e lutar por sua oportunidade!”. Hein! Espera, na teoria parece tão fácil, não? E na prática?

Já faz muito tempo que ouvimos falar que o país  cada vez mais esta em uma crise.. Mais que falar em crise é preciso observar que o mundo está em mudanças muito fortes. Os empregos estão se transformando. A tecnologia esta alterando os processos. Até mesmo na forma de busca do colaborador. Estes dias  li uma reportagem em que uma empresa excluía o curriculum para aplicar jogos na seleção de seus novos funcionários. Hein! Espere aí!

Eu enquanto profissional de recursos humanos com meu belo discurso que você irá conseguir sua vaga também preciso começar a fazer a prática. Afinal, eu preciso entender 100% os desafios dos meus clientes. Porque é tão difícil um lugar ao sol? O que eles precisam inovar? O que precisa inovar? Como conseguir chamar a atenção do recrutador antes mesmo que a vaga esteja aberta? Sim, eu acredito em construção da estrada rumo a grande oportunidade. Mas, como construir se é urgente a necessidade do emprego? É imediato !

Ao longo dos anos tudo que fiz enquanto organizadora de eventos de negócios, de cursos profissionalizantes sempre teve base em pesquisas em universidades que estudei durante os períodos. E agora diante do novo desafio me coloco na posição do meu cliente. E aceito sim o grande desafio!

Sim, eu vou procurar emprego. Vou fazer passo a passo o que meu cliente faz. Para poder entender como nós juntos… Isso mesmo “nós juntos” vamos conseguir captar as melhores vagas de emprego. E muito mais que a seleção, conseguir a vaga, ser contratado.

Você vem comigo?

Fica o convite para a Jornada Br do Emprego. Seja bem vindo.

Acesse o endereço do nosso blog e aguarde as atualizações.

Eli Antonelli é jornalista e atua como headhunter. 

Deixe sua opinião